Coisas de Dudu e a Árvore

- 9.5.13

Dudu de volta de uma árvore. Andava de um lado para o outro, espreitava daqui e dali:

- O que é que se passa, Dudu?
- Onde é que estão os olhos desta árvore?
- As árvores não têm olhos como os nossos. Elas vêem através das suas folhas.

Não me correu muito bem a resposta, porque logo a seguir o Dudu apanhou um olho da árvore que estava caído no meio do chão.

- Não são olhos como os nossos, Dudu. Elas sentem. E comunicam connosco, mas à maneira delas. Queres ouvir se a árvore tem alguma coisa para te dizer?

Pusemo-nos a escutar. O vento batia nas folhas e ouvia-se a melodia suave, da natureza.

- Ouves, Dudu?
- Sim. Mas não percebo nada.
- Não é para perceber. É só para sentir.

E deve ter sentido qualquer coisa, o meu pequeno Dudu, porque quando chegámos a nossa casa ele foi para cima do local onde tivemos de arrancar uma árvore, porque estava a estragar o jardim, e pôs-se a choramingar:

- Eu quero aqui a árvore outra vez, mãe! Onde é que a árvore foi? Diz aos senhores que tragam a nossa árvore...

You May Also Like

1 comentários

  1. Ó meu Deus... que delícia... Não choraste também? Fico comovida com a reacção dele!

    ResponderEliminar