Coisas de Nonô-Escuteira

- 5.11.16

A Leonor começou há 3 semanas nos Escuteiros e tem sido uma aventura vê-la a aprender aquilo que eu aprendi há 30 anos: as máximas (entre eles o famoso "sempre alerta para servir", "da melhor vontade", e sempre com alegria!), o prazer da vida ao ar livre, as canções, o espírito de equipa...

Hoje, chegou a casa com uma novidade:

(Nonô) Mãe, sou a cozinheira do meu bando!
(Mãe) A sério, Nonô? A mãe também foi tantos anos cozinheira, nos escuteiros! Foi assim que a mãe aprendeu a cozinhar para uma família grande como a nossa.
(Nonô) Mas achas que me vão já deixar cozinhar?
(Mãe) Ainda vais ter de aprender. Por agora tens de ajudar a Akelá. Mas é uma tarefa importante, Nonô. Tens de pensar no que vão comer, quais os ingredientes, como vão prepará-los...
(Nonô) Tenho de começar a ler livros de culinária, mamã!
(Mãe) Também acho que sim.
(Nonô) E, se sou eu a cozinheira, vou pôr toda a gente a comer comida saudável! Não é, mamã?

Passo o dia a ralhar com os meus filhos, a chateá-los, a impingir-lhes aquilo em que acredito, e a achar que tudo lhes entra por um ouvido e sai pelo outro.
Depois, nos mais pequenos pormenores, percebo como, apesar do desgaste, vale tanto a pena ser uma mãe chata...


Escuteiros, preparem-se! A Nonô vai revolucionar a alimentação em campo!

You May Also Like

2 comentários

  1. Tão bom! Também tenho aqui 2 cozinheiros, entusiasmadíssimos. Vamos ver como corre :)

    ResponderEliminar