Coisas de Filosofia para Crianças

- 6.9.12

Com a aproximação das aulas, voltámos a ter a noite da Filosofia cá em casa. E o tema de hoje, no rescaldo de umas férias bem anárquicas, não podia ser outro que não este: LIBERDADE. Aqui fica o best-off da noite:

(Sebastião) Eu não sou livre porque vivo dentro destas paredes.
(Mãe) Então preferias viver na rua?
(Afonso) Não, mas o Sebastião tem razão. Só os vagabundos é que são livres.
(Mãe) Mas vocês gostavam de ser vagabundos?
(...)
(Afonso e Sebastião) Não.
(Mãe) E já imaginaram se todos fossem vagabundos? Não havia ninguém que trabalhasse, que produzisse o que comer, o que vestir, onde viver...
(...)
(Mãe) Então se calhar não querem viver totalmente livres. Gostam que haja algumas regras e pessoas a tomar conta de vocês.
(Sebastião) Mas os pais não têm ninguém a tomar conta deles!
(Mãe) Claro que têm! Para terem o que comer, beber, onde viver, e um mundo organizado, pagam impostos. E se fizerem alguma coisa mal feita, podem ser presos. Têm liberdade mas também têm muitas regras.
(Cara de "pois")

(Afonso) Então só podemos ser livres se não precisarmos de comer, nem de beber, nem de sítio para viver...
(Mãe) Podes sempre preferir ser uma árvore, Afonso...
(Afonso) Mas elas também não têm liberdade para fugir dos cocós dos pássaros nem dos xixis dos Dudu.
(Cara de "pois" da Mãe)
(Mãe) E os pássaros? Acham que são livres?
(Afonso) Não sei... se calhar também pagam impostos pelos insectos...

Houve muito disparate e risota pelo meio, mas saí do quarto com aquela boa sensação de que eles cresceram qualquer coisa. E que amanhã (nem que seja só amanhã!) vão resmungar menos quando eu lhes recordar as nossas regras...

You May Also Like

3 comentários

  1. Foi uma lição de filosofia ou uma aula de economia, fiscalidade e finanças? Muito giro, mãe.

    Libelinha azul

    ResponderEliminar